AnálisesAnimesArtigosDestaqueRedação

A saúde mental em Seishun Buta Yarou

O anime Seishun Buta Yarou mostra vários tipos de situações sobrenaturais que internamente tratado como a “Síndrome da Adolescência” ou pelas teorias quânticas de Futaba. Entretanto, se formos analisar por um todo, será que é tão sobrenatural? Neste artigo será explorado A saúde mental em Seishun Buta Yarou de cada personagem, comparando com um pouco da nossa realidade.

Antes de tudo, uma questão que ficou aos telespectadores é se existe essa “Síndrome da Adolescência” no mundo real. A resposta é sim! existe. É chamado de “A Síndrome da Adolescência Normal”, algo normal na vida de um adolescente, dado pela evolução e conhecimento de novas experiências.

Entretanto, o conceito diz que essa evolução social tem uma ligação com a cultura e a classe,  ou seja, o mundo em volta também influencia bastante. Aqui o foco principal é a Síndrome da Adolescência em Seishun e como cada personagem passa por ela a seu modo.

Sakurajima Mai

sakurajima-mai

Sakurajima Mai é uma atriz famosa que começou nova na indústria das novelas e publicidade. Entretanto, parou com sua carreira como forma de protesto por conta de sua mãe, empresária, que a obrigou participar de uma sessão de fotos de biquíni. Por não estar pronta e nem com interesse em participar desse projeto, Mai se viu traumatizada.

Logo que largou sua profissão, algumas pessoas não a reconheciam nas ruas, não a enxergavam, era como se  estivesse invisível, segundo Futaba. Se formos analisar por um viés científico, ela cita a teoria do Gato de Schrodinger, no qual se tem 50% de chance dele estar vivo ou morto. A ideia é que você nunca saberá até abrir a caixa.

O caso de Sakurajima Mai é parecido. Se algo não existe, é porque nunca foi visto, e com isso conforme os dias passam, ela sumiria cada vez mais. A hipótese abordada era que se alguém dormisse, no dia seguinte ela não existiria mais, como se durante o sono sua cabeça deletasse sua existência. No final, a “Síndrome da Adolescência” é interligada com a teoria de Futaba.

Esse problema começou na escola, o “clima” que a Mai criou internamente foi se agravando para fora, por conta de sua entrada atrasada no segundo semestre, começando a ignorar todos por já terem grupos formados e porque a maioria apenas a contatariam por ser famosa.

Por fim, ela começou a andar sozinha, resultando numa ignorância inconsciente por parte do pessoal da escola. Assim se da a teoria, dada que quando dormimos, esquecemos, pois, tudo que não é importante é descartado durante o sono.

A situação da Sakurajima Mai é algo bem extremo, e no anime é mostrado as necessidades passadas por ela, como pedir comida por exemplo.

Koga Tomoe

Koga-Tomoe

Koga Tomoe é uma garota do primeiro ano e leva muito em consideração a opinião alheia, além de ser viciada em celular. Sua mentalidade é bem simples e comum. Ela é aquela pessoa que não gosta de ser o centro das fofocas, mas adora fofocar; na escola tem seu grupo fixo, não gosta muito de mudanças e mantém tudo ao seu conforto.

Na história, ela tem uma Síndrome da Adolescência como se fosse voltar no passado. Segundo Futaba, Tomoe é o Demônio de Laplace, que calcula todos os átomos existentes fazendo um futuro detalhado, ou seja, Tomoe consegue viver o mesmo dias várias vezes, até conseguir que seu dia seja satisfatório para ela mesma.

Antes de finalizar seu arco, passaram cerca de cinco vezes o mesmo dia para ela e Sakuta, a pessoa que ela começou a se apaixonar, mas não reconhecia seus sentimentos, assim sendo um problema sentimental que atrapalhava seu avanço, quando ela se declara e Sakura não responde por seus sentimentos, ela volta alguns meses para o dia que ela e Sakuta se conhecem melhor e deixa de se importar pelas opiniões alheios ou preconceitos de seus amigos.

Tomoe se mostrou uma pessoa de cabeça fechada no começo, tendo seus preconceitos sociais e seu medo de ficar sozinha, principalmente na escola, mas após os eventos com Sakuta, ela percebeu que isso não importava, apenas podia ser ela mesma, não precisando botar alguns estereótipos em sua vida para ser popular.

Futaba Rio

Futaba-Rio

Futaba Rio é uma garota extremamente inteligente, sendo a única do clube de ciência e ajuda Sakuta com a “Síndrome da Adolescência”, citando teorias quânticas por não acreditar nessa síndrome.

No entanto, um dia ela sofre disso, na qual ela se separa em duas, ou seja, acaba existindo duas Futabas, ambas com a mesma personalidade, até que Sakuta descobre que ela tem uma rede social falso que posta fotos sensuais sem mostrar o rosto, logo ela diz que seu corpo se desenvolveu mais rápido que das outras meninas e percebeu que alguns garotos a olhavam de uma forma animalescos, assim ela começou a odiar seu corpo.

Por isso ela fez essa conta como forma de automutilação e para chamar atenção, de começo não tinha esse significado, mas percebeu que a internet não tinha seus limites, então ninguém iria reconhece-la. Mas o problema de fato era seu medo de ficar sozinha novamente, Sakuta e Kunimi eram seus únicos amigos, após Sakuta começar a namorar a Mai, Futaba começou a ter um sentimento de utilizar a conta, mas também tinha outro pensamento de não utilizar, assim acabou se separando, sendo uma que estava disposto a usar as redes sociais e a outra a Futaba que não desejava isso.

A situação da Futaba é complexo, onde muitos casos se interligam e causa seu medo, como seus pais estarem sempre viajando, falta de companhia e amor não correspondido pelo Kunimi, sendo um medo comum para quem sempre viveu sozinha e passa a se interagir com algumas pessoas e depois ficar com receio de perde-las. Assim ela não encontra sua própria persona, tendo uma separação e uma evolução de personalidade.

Toyohama Nodoka

toyohama-nodoka

Toyohoma Nodoka é a irmá mais nova de Sakurajima Mai por parte de pai, sendo uma idol iniciante com um grupo de meninas, com uma personalidade bem esforçada e reprimido. Nodoka tem um problema com sua irmã por conta de seus pais a compararem com ela, logo começou a pegar uma visão de inferioridade pela sua irmã, sendo uma outra pessoa durante a presença dela. Com isso, Nodoka e Mai trocam de corpo, então ambas começam a passar a vida uma da outra, Nodoka percebe que a vida de Mai é difícil, a pressão do mundo artístico é muito pesado para ela.

Já Mai consegue se manter muito bem como idol, mesmo não sendo seu foco em sua vida, fez um show que até a mãe de Nodoka ficou feliz, sendo que a própria Nodoka cita que nunca viu ela daquela forma.

O problema de fato era a relação com sua irmã, mas também houve outros fatores, como a má relação de seus pais separados, a pressão por parte dos pais que a Nodoka sofre e do mundo artístico. Sendo que Nodoka só conseguiu essa vaga de idol por conta da ausência de Mai quando ela estava protestando contra sua mãe.

Nodoka é uma pessoa simpática e esforçada, como dito antes, mas como sofre muito pela comparação com sua irmã, ela deixa um pouco sua própria personalidade de lado para poder ser igual a sua irmã. Algo bem comum em algumas famílias.

Azusagawa Kaede

Azusagawa-Kaede

Kaede é a irmã mais nova de Sakuta, sempre sendo gentil e amoroso com quem o irmão tem relação, mas também foi o primeiro caso que Sakuta presenciou com a Síndrome da Adolescência. Kaede quando estava na escola, sofreu cyberbullying em uma rede social de conversa, na qual três garotas da mesma sala falava para ela morrer ou algo do gênero, um dia então ela vai ao quarto de Sakuta e ele presencia que ela tinha hematomas e cortes pelo seu corpo, mas sem sofrer nenhuma agressão física.

Após esse acontecimento, Kaede perde a memória, como se tivesse sido uma troca de personalidade, logo quem acorda e começa a viver com seu irmão é outra pessoa, sendo que ela cita a Kaede de “Kaede-san” como se fosse outra pessoa, durante o anime a gente vê ela vivendo como a Kaede normal, mas trancafiado em casa com medo do mundo exterior.

Nos últimos episódios, ela decide que quer mudar sua vida, então Sakuta, Mai e Nodoka a ajuda superar suas dificuldades, levando em parques, vestir roupas diferentes, viver novas experiências. Então quando a Kaede percebe que talvez a “Kaede-san” pode voltar, ela decide que quer ir à escola, então Sakuta a leva de noite por ser mais fácil para ela, no dia seguinte essa Kaede não existe mais, pois ela de antigamente volta após dois anos.

O problema da Kaede é um caso muito comum, cyberbullying pode agravar problemas psicológicos fortes em algumas pessoas, ela mesma foi um exemplo, sofrendo algumas feridas físicos, mesmo sendo sobrenatural, para ela aquilo significava estar sofrendo machucados reais e a perda de memória foi como a Kaede que sofreu tudo aquilo se ausentar por um tempo, deixando outra personalidade em seu lugar com medo desse mundo exterior que essa personalidade é totalmente sensível ao mundo.

Azusagawa Sakuta

Sakuta foi o personagem principal que sempre acreditou nas situações anormais da Síndrome da Adolescência, seu caso foi por conta da Kaede e seus pais, o problema da Kaede o fez sofrer um machucado em seu peito, como se fosse um ataque de um urso, sendo que quando contou aos médicos que foi do nada, eles não acreditaram, além de seus pais, principalmente a mãe deles que ficou doente mentalmente com o caso da Kaede, deixando tudo de lado, focando apenas na Kaede. Logo, o caso de Sakuta foi por conta da Kaede, pelo amor que tem com sua irmã e sofre junto com toda essa dor psicológica que ela sofreu.

Makinohara Shouko

Makinohara-shouko

Shouko é a personagem mais misteriosa, sendo que apenas Sakuta a viu em sua forma e idade real, ela ajudou Sakuta em superar os problemas que estava passando junto com a Kaede, sendo a única a acreditar no Síndrome da Adolescência que ambos estavam passando. Ela se mostrou como primeira vez como uma garota gentil e sábia, estando no segundo ano do ensino médio, mas quando Sakuta entra na mesma escola para encontra-la, ela não estava arquivada nos dados da escola.

Então quando ele resolve o problema de Tomoe, em um dia chuvoso ele e Mai encontram Shouko, mas mais nova e não reconhecia Sakuta, assim passou a ir na casa dele para poder cuidar do gato de rua que ela achou, então quando chegou no caso que a Kaede estava se esforçando para mudar, Shouko aparece novamente salvando Sakuta de não enlouquecer como aconteceu na última vez, então some novamente quando Sakuta melhora.

Futaba cita que pode ser imaginação de Sakuta, mas não se tem nada que possa comprovar se existe ou tem ligação direta com a Síndrome da Adolescência.

Conclusão

anime-crazies

Cada personagem mostra uma situação que acharíamos anormais, mas para quem sofre, dependendo do problema psicológico, pode parecer real e esse anime retrata muito bem isso, mostrando os problemas de cada personagem e motivos que causam a Síndrome da Adolescência, mesmo não sendo real do jeito que o anime mostra, é algo comum na sociedade, deixando a mensagem para sermos iguais ao Sakuta e a Shouko. Como a própria Shouko disse: “Vivo todos os dias esperando ser um pouco mais gentil do que a pessoa que fui ontem.”.

Ver mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar